O hábito da leitura diária faz bem para o cérebro

A importância da leitura para escrever bem
14 de março de 2019
Exibir tudo

Os livros podem exercitar seu cérebro e até aumentar sua inteligência emocional. Apesar disso, cerca de um quarto de todos os brasileiros não leram um livro no ano passado e nosso tempo geral de leitura de livros está em declínio .

Neste novo ano, é hora de contrariar esta tendência. Mas como você encontra tempo para ler livros completos – e por que você deveria se preocupar em primeiro lugar?

Por que você deveria abraçar a ideia de ler livros?
A ciência descobriu que a leitura é essencial para um cérebro saudável. Já sabemos que a leitura é boa para crianças que estão em fase de desenvolvimento: um estudo com gêmeos da Universidade da Califórnia em Berkeley descobriu que crianças que começaram a ler mais cedo tiveram um desempenho melhor em certos testes de inteligência, como análises do tamanho do vocabulário.

Outros estudos mostram que a leitura continua a desenvolver os cérebros dos adultos. Um estudo de 2012 da Universidade de Stanford , onde as pessoas leem passagens de Jane Austen enquanto estão dentro de uma ressonância magnética, indica que diferentes tipos de leitura exercitam diferentes partes de seu cérebro. À medida que envelhece, sugere outro estudo, a leitura pode  ajudar a retardar ou mesmo interromper o declínio cognitivo .

Palavras em uma página também podem melhorar sua inteligência emocional. Uma visão geral de 2016 da questão demonstrou que os leitores de ficção tendem a ter uma noção bem desenvolvida do que os psicólogos chamam de “teoria da mente”. Essa é a capacidade de atribuir estados mentais a si mesmo e aos outros e compreender que outras pessoas podem ter diferentes desejos, emoções e pensamentos. Como resultado, os leitores regulares mostram mais empatia por outras pessoas .

Assim, os livros podem não apenas esticar seu cérebro, mas também torná-lo uma pessoa melhor. Agora, para atingir esses resultados e realmente preciso ler cada vez mais.

Como conseguir ler mais

Você tem uma agenda lotada – às vezes você simplesmente não consegue encontrar tempo para ler. É por isso que você precisa começar de baixo. Ao definir um novo objetivo, você deve procurar uma tarefa concreta que possa ser desenvolvida posteriormente . Então, comece seu hábito de leitura, digamos, lendo cinco páginas de um livro que lhe interessa todos os dias. Uma vez que você está acertando cinco páginas por dia, tente dez, depois vinte e continue aumentando seu horizonte de metas cada vez mais.

Concentrar-se em seus próprios interesses é fundamental. Não comece lendo direto um livro daqueles volumes com páginas infinitas apenas porque é uma Literatura Séria – você ainda pode obter os benefícios já mencionados do cérebro lendo um livro com poucas páginas. Ler um livro de sua escolha faz da atividade um prazer e não uma tarefa, sendo assim você terá mais chances de fazê-lo com sucesso.

Quando você começar a criar essa rotina, seja gentil com você mesmo. A autocrítica, também conhecida como “auto-bullying”, é considerada como um dos fatores que podem impedir você de atingir seus objetivos . Então, não seja tão exigente consigo mesmo, especialmente se você está começando do zero. Mesmo que aconteça de você perder um dia de leitura, reconheça que todos nós às vezes ficamos fora até tarde, nos envolvemos em um programa de TV ou simplesmente esquecemos. Esteja disposto a se recompor e honrar o compromisso de longo prazo no dia seguinte, sem lamentações.

Para cumprir essas cinco páginas diárias, também ajuda a carregar o livro consigo, seja em um aplicativo de audiobook ou um leitor eletrônico em que você possa ter acesso durante o dia. Então, quando você tiver algum tempo de espera – você está esperando por um amigo, viajando no seu trajeto para casa ou fazendo uma tarefa que não requer toda a sua atenção – você pode abrir seu texto em vez de abrir o seu jogo favorito no seu smartphone.

Isso nos leva ao grande debate: páginas versus telas versus áudio. Embora o papel ainda seja o vencedor claro na corte da opinião pública, a ciência não provou que os livros físicos são inerentemente melhores que os digitais.

A pesquisa acadêmica tem se concentrado principalmente na retenção, ou seja, quanto dos eventos de um livro você lembra depois de lê-lo. Embora os livros de papel possam ter uma vantagem sobre essa pontuação, sua vantagem parece depender do ambiente e do contexto. O estudo pro-papel acima mencionado ocorreu em um ambiente de laboratório: Todos os alunos lêem o mesmo texto, mas alguns analisaram as palavras no papel e outros viram um PDF na tela. Um estudo diferente analisou as crianças na sala de aula, lendo de um livro ou de um iPad, e não encontrou diferença significativa entre as duas mídias.

Carregar um e-reader com você certamente facilita a movimentação de páginas a qualquer momento, mas se preferir carregar um livro de papel, com páginas a folhear, é uma opção muito boa também. Mas qualquer um que você escolher, não é o ponto principal, devermos considerar são quais os livros que você mais gosta de ler, e sendo assim ficará mais fácil de completar o seu primeiro percurso, ou melhor ler o seu primeiro livro.

Quanto aos audiolivros, a pesquisa até agora descobriu que eles estimulam o cérebro tão profundamente quanto as páginas em preto e branco, embora afetem sua massa cinzenta de maneira um pouco diferente. Porque você está ouvindo uma história, você está usando métodos diferentes para decodificá-la e compreendê-la. Com livros impressos, você precisa fornecer a voz, chamada de prosódia – você está imaginando a “sintonia e o ritmo da fala”, a entonação, a ênfase em certas sílabas e assim por diante. Com o áudio, o dublador fornece essa informação para você, para que seu cérebro não esteja gerando a própria prosódia, mas sim trabalhando para entender a prosódia em seus ouvidos .

Deixando a prosódia de lado, os audiolivros ainda afetam seus pensamentos e sentimentos. Em outras palavras, sim, ouvi-los “conta” como leitura. Esta é uma boa notícia, porque eles facilitam a inclusão de mais tempo do livro em sua agenda. Você pode conectar alguns fones de ouvido e ouvir um audiolivro mesmo quando precisar manter os olhos abertos – seja quando você anda, ou dirige para o trabalho. Na verdade, na rodovia, um audiolivro pode ajudá-lo a prestar atenção: a leve distração permite que seu cérebro manuseie tarefas repetitivas ou monótonas, como longas viagens na rodovia.

Se você não quer gastar muito dinheiro, também pode aproveitar livros digitais sem pagar um centavo. Existe muitos sites que são verdadeiras Bibliotecas online, e esses sites têm adotado a tecnologia aos trancos e barrancos, podendo seu usados aplicativos para lê-los em seu smartphone.

Por fim, se você espera ter um hábito de ler, não deve dispensar papel, digital ou áudio. Vá com o que faz mais sentido para as suas necessidades, escolhendo uma combinação dos três, dependendo da ocasião.

Aplique seu novo hábito

Agora que você está se transformando em um leitor de livros, seu novo hábito pode ajudá-lo de todas as maneiras.

Por exemplo, um estudo mediu como certas atividades diminuíram a freqüência cardíaca e descobriu que a leitura de apenas seis páginas de um bom livro deixa você 68% mais relaxado. Mas esse efeito calmante provavelmente depende do livro – basta perguntar a qualquer um que tenha lido algum livro de Stephen King tarde da noite, acredito que não surtiu o mesmo efeito.

Isso não significa que a leitura não possa ajudá-lo a dormir. Percorrer um livro é uma “atividade calmante”, sendo parte da rotina diária que os médicos recomendam que você estabeleça. Ler na cama pode essencialmente sugerir seu corpo a relaxar e dormir.

Se você a noite estiver concentrado nas páginas de um livro, isso também evitará que você se entregue aos maus hábitos, como olhar para o telefone antes de dormir . E se tudo que você tem que ler está no seu telefone, você pode minimizar a quantidade de luz que ele projeta para evitar que ele interrompa demais o seu sono.

Finalmente, a leitura tem o poder de aumentar sua produtividade. Fazer uma pausa de uma tarefa para se concentrar em outra, que usa habilidades diferentes, pode melhorar seu foco e sua memória de curto prazo . Então, mentalmente se afastando por um momento, permite que você retorne à tarefa com uma nova visão e foco renovado. Da próxima vez que você perder a motivação no trabalho , a solução pode levar algumas páginas durante o horário de almoço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *